Saturday, June 27, 2009

apatia



...


Quem me disse que tudo que é triste passa, com toda certeza,não o fez da boca pra fora.
Esse alguém não sentiu minha tristeza,
apenas entendeu meus soluços, o ferimento encarnado na alma
que não mais chora, nem lamenta
apenas respira, sobrevive, se alimenta dos carinhos alheios
não aspira, não inveja, não tem anseios
um espírito apático, que assim se encontra
devido a sobrecarga de pensamentos

Um recorte das imagens que viraram retratos
passagens e paisagens e memórias
tudo num estado constante de entrelaços
que se moldam e se misturam, se completam e se acabam
e derrubam meu pensamento lógico
quando eu mesmo apático, penso demais.

e já não mais o faço:
vou andando sem rumo e sinto apenas o que é me dado
de boa fé e sem esperar pelo futuro
não me vejo mais vivendo pelo reflexo do passado
desaprendi a construir, pra sentir tudo de novo
espaço por espaço, sonho por sonho
vitórias e fracassos
tudo, e em todos, aquilo que me faça feliz...

aquele mesmo alguém que não que me ver triste
sabe que não me vale a tristeza eterna e sem causa
e quando diz que tristeza que fere não machuca pra sempre
reconhece também que não existe só uma tristeza no mundo

e que quanto mais eu respiro
mais eu vivo
sempre, e pro resto da vida, por gostar de amar


4 comentários:

Camiℓa Oℓiveira said...

Por mais triste que pareça, ou impossível, conseguimos esquecer algo que no momento nos causa dor e nos é necessário. Acostumamo-nos, talvez, a não ter mais aquele sentimento de amor presente, com a ausência dos nossos desejos, substituímos e convivemos com o que nos é dado.
Todo o abraço para diminuir suas lágrimas, eu lhe dou.
Beijão!!

Anonymous said...

Virei sua fã. Texto lindo demais e como sempre, cheio de sentimentos. O tempo não cura, mas alivia e no futuro aquela emoção tão forte passa a ser só lembranças. Novas experiências, novas relações pode nos mostrar que a vida continua, entretanto as emoções vividas estarão conosco por toda a vida, com reflexos positivos ou negavtivos, com lembranças boas ou ruins, que podem ser diminuidas, esquecidas, mas jamais apagadas. Espero nao está sendo metida.

Bianca said...

te entendo demais, pedro bunito do meu coração ;*

Atriz said...

bem romantico. gostei! bj, Gisele

www.inventandoagentesai.blogspot.com